Você sabe qual é o principal erro de um lojista?

É a falta de planejamento e organização. Quando não há controle sobre o ambiente de armazenagem, acaba-se perdendo venda, cliente e, consequentemente, dinheiro.

Vamos imaginar que um cliente entra em sua loja e está a procura de uma calça. Contudo, o tamanho desejado não se encontra nas araras e o vendedor diz que precisa ir ao estoque. Aí que tudo se complica. Caso seu espaço não seja devidamente arrumando, ele vai perder tempo procurando, o cliente ficará cansado de esperar e  irá embora. Essa é apenas uma das várias situações da qual um estoque mal organizado pode acarretar.

Quer saber como melhorar o seu processo?

Confira AGORA nossas dicas:

 

1. OBSERVE SUA LOJA

A melhor maneira de começar um processo de gestão de estoque é observar. É importante fazer passeios pelo estabelecimento para identificar se tem algo errado; acompanhar se os produtos estão sendo repostos, como o controle está sendo feito, quem está responsável pela reposição e qual impacto isso tudo está gerando na empresa.

Lembre-se: você, gestor, é olhos da empresa. Registre e controle tudo que entra e sai do estabelecimento.

 

2. TRABALHE EM CONJUNTO COM A EQUIPE

Os funcionários são a peça chave para o seu empreendimento. Manter um relacionamento sadio entre gestor e colaboradores é de extrema importância, afinal são eles que ajudam a tomar conta do estabelecimento.

Por isso, estar junto à equipe e analisar seus serviços é fundamental. Acompanhe o desempenho, seus métodos de venda, a forma de abordar o cliente e a convivência que possuem junto ao estoque. Eles serão os primeiros a notificar caso algo esteja errado por lá. Exija um feedback de tudo que esteja sendo realizado na empresa, assim você irá analisar os resultados e ver onde se encontra possíveis erros.

Realize treinamentos de capacitação e reuniões com seus colaboradores. Quanto mais capacitados e próximos a você eles forem, mais sucesso será refletido em todo o processo de trabalho de sua empresa.

 

3. MANTENHA UMA BOA RELAÇÃO COM O FORNECEDOR

Os fornecedores são importantes parceiros seja qual for o seu negócio. Os seus serviços influenciam diretamente nos resultados da sua empresa, podendo ser de maneira positiva ou negativa. Caso não haja uma boa relação com eles, é muito improvável que vocês continuem trabalhando juntos por muito tempo.

É importante que ele tenha boa experiência comprovada, garantia de qualidade,  cuidado com as mercadorias, bom histórico nas entregas dentro dos prazos, entre outras mais. Se ele obtiver essas características, você poderá negociar condições de pagamento, prazos de entrega e propor mudanças que beneficiem a todos. Escolher um fornecedor confiável e de qualidade implica em seu sucesso.

Nunca se sabe também quando algum favor, como a antecipação de uma entrega, será necessário. Se o relacionamento com fornecedores for bom, aumentam as chances deles ajudarem sempre que você precisar.

 

4. TENHA UM ARMAZENAMENTO DE QUALIDADE 

Estoque não é sinônimo de bagunça, muito pelo contrário, ele precisa estar em perfeito estado para todo o restante funcionar.

A qualidade do estoque está diretamente ligada ao esforço no qual os empregados exercem para mantê-lo bem estruturado. Grande parte das empresas que possui um ambiente de armazenagem com esse atributo, tem funcionários específicos apenas para organização de estoque.

Além disso, é importante que seja dado uma atenção especial ao processo de reposição do estoque. Pensando nisso, nós pesquisamos e achamos dois modelos de reposição que você pode adotar:

  • Reposição contínua
    Onde você compra produtos com mais frequência, mas mantém estocada uma menor quantidade de mercadorias. Assim, os custos de armazenagem são reduzidos e evitam-se perdas, a compra de produtos errados ou o encalhe. Porém, pode acontecer de se gastar mais com compras e o processo de transação com o fornecedor ser desvantajoso.
  • Reposição periódica
    A reposição periódica consolida pedidos, que são recebidos em uma determinada data. Você consegue negociar mais com o fornecedor, mas corre o risco de ver produtos faltarem antes do tempo se as vendas apresentarem um grande salto, por exemplo.

Veja as características da procura para cada produto e estabeleça qual é o melhor modelo de reposição para o seu negócio. Ele precisa garantir que você terá mercadoria para vender, sem perder dinheiro algo.

 

5. NÃO SE APEGUE A MERCADORIAS 

Quando notar que há excesso de mercadorias, faça com que elas sejam vendidas  imediatamente. Não se apegue a elas. Ficar com o estoque parado é perder dinheiro, e diversas vezes a melhor maneira de vender é fazer uma queima de estoque ou baixar os preços, ofertando seus produtos de forma mais acessível.

Essa prática é muito comum e ajuda a desencalhar tudo o que não saiu da loja. Dessa forma, é possível gerar algum lucro e, principalmente, se livrar dos gastos com armazenagem. Não se esqueça de verificar por que esse acúmulo aconteceu e pensar estrategicamente para que não ocorra de novo.

 

6. DISPONHA DE UM SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE

A chave mestre para o seu sucesso está aqui. Existem diferentes ferramentas tecnológicas que ajudam o seu trabalho como gestor, desde softwares de gerenciamento empresarial até planilhas ou programas que o auxiliem na organização do estoque. Mas você deve estar se perguntando, como esses programas podem lhe ajudar?

Um sistema de controle de estoque eficaz permite que você comande todo o procedimento de armazenamento da sua empresa e possibilita identificar onde está determinado objeto, quando chegou, quantos ainda permanecem no estoque, o local onde se encontra, fluxo de entrada e saída, entre outros. Ele traz mais segurança, praticidade e eficiência nos controles, ajudando mais do que anotações.

Contudo, lembre-se de que não adianta nada ter recursos tecnológicos se eles não forem bem usados. Sempre preencha as informações de maneira correta, principalmente sobre o estoque. Os dados que estiverem no software precisam bater com a realidade para que não exista erros. Dessa forma, utilizando um programa de qualidade de maneira correta, você otimiza seu processo e reduz perdas e danos.

 

7. ESTOQUE FÍSICO SINCRONIZADO COM O VIRTUAL

A falta de sintonia entre o estoque físico e o virtual pode gerar muita dor de cabeça. Vamos pensar na seguinte situação: você possui uma loja de sapatos e tem um determinado modelo de calçados que só há um par 42. Um consumidor acessa a internet e faz o pedido através do site da empresa. Porém, no mesmo instante, outro cliente chega à loja e compra o par de sapato. Como você irá lidar com essa situação?

Para evitar esse e outros tipos de embaraços, a melhor medida a ser tomada é adquirir um software que integra todos os dados e processos em um único sistema. Ele irá otimizar todo o método de trabalho da empresa, ligando e fazendo harmonia entre o estoque físico, loja e estoque virtual.

 

É essencial manter um controle ativo sobre sua empresa e mercadorias, a organização dela depende de seus esforços. Para se obter boas vendas e sucesso, seus produtos e dinheiro precisam ser bem gerenciados. Se você pensar dessa forma, ficará fácil e motivador organizar o estoque com mais eficiência.

 

É REVENDA INTELBRAS ?  Agora você tem uma área exclusiva.

x